Una disfunción eréctil puede ser el resultado de afecciones y enfermedades, medicación o estilo de vida. En primer lugar, es un problema físico. A menudo, factores psíquicos como el estrés y el miedo ayudan a mantener o empeorar los problemas eréctiles. Comprar viagra generico en barcelona saber cuál es el medicamento ideal para usted depende de diferentes factores. L'excitation sexuelle masculine est un processus complexe qui implique le cerveau, les hormones, les émotions, les nerfs, les muscles et les vaisseaux sanguins. La dysfonction érectile peut résulter d'un problème avec l'un de ces. De même, le stress et la santé mentale préoccupations peuvent causer ou aggraver la dysfonction érectile. Où commander cialis sans ordonnance vous avez trouvé une #pharmacie en ligne ici http://trendpharm.com/ #cialis. Lorsque des problèmes se produisent dans la chambre, les émotions peuvent exécuter élevé. Si vous avez commencé à éviter les rapports sexuels par crainte de ne pas obtenir une érection, votre partenaire peut commencer à vous pensez ne trouvent plus attrayants. Sentiments se blessent. En couple commencent à se sentir moins intime. Le ressentiment se insinue.

Quando penso nos Estados Unidos, penso em liberdade; liberdade para buscar os meus objetivos, liberdade para adorar ou não adorar, se eu bem quiser, e liberdade para me expressar. Mas, esperem! Esta liberdade para me expressar está a ter dificuldades em nadar por águas onde a assim-chamada "sabedoria" é recebida e aceite, em vez de desafiada e criticada.

Tomemos como exemplo o fenômeno do politicamente correto. Pela primeira vez na história americana, nós não podemos dizer o que pensamos. Podemos ter problemas sérios por afirmar coisas que podem ser qualificadas de "ofensivas", "insensíveis" ou - Deus proíba - "discurso de ódio." Isto leva-nos a perguntar: de onde se originou o politicamente correto (PC) e, mais importante ainda, quais são os seus propósitos?

Quando nós analisamos o PC de volta às suas raizes, ficamos a saber que o mesmo remonta ao início do século 20. Até essa altura, os teóricos marxistas acreditavam que, devido à sua identidade operária comum, a classe operária dos países europeus se uniria e se apoiaria mutuamente no seu esforço de revolta contra a classe dominante dos seus países.

Em 1914 esta teoria revelou-se um fracasso total visto que a classe operária foi fiel e leal aos seus respectivos países e lutou uma contra a outra, embaraçando teóricos marxistas como Antonio Gramsci e George Lukacs. Eles, por sua vez, alegaram que a cultura ocidental havia cegado a classe operária em relação aos seus interesses de classe marxistas, e o cristianismo em particular tinha que ser destruído.

Por volta de 1923, na Alemanha, um think-tank foi estabelecido (mais tarde conhecido apenas como "A Escola de Frankfurt") como forma de gerar as bases do politicamente correto tal como o conhecemos hoje. Max Horkheimer, um jovem marxista alemão judeu - que mais tarde se tornou famoso pelo seu trabalho em torno da "Teoria Crítica" - apercebeu-se que a revolução nunca viria da classe operária e como tal seria necessário encontrar alguém para tomar o seu lugar. Ele apercebeu-se que a cultura, especialmente a cultura ocidental, poderia ser destruída criticando-a.

Martin Jay, (do departamento de História de Berkeley e autor do famoso livro “The Dialectical Imagination-A History of the Frankfurt School”) afirma:

"Eles (os eruditos da Escola de Frankfurt) eram freudianos radicais esperançosos que o uso da psicanálise pudesse terminar o que Wilhelm Reich havia classificado de "alienação sexual".

Por outras palavras, eles queriam que as sociedades sentissem que eram vítimas de opressão devido à presença da moral e dos valores largamente derivados do cristianismo.

Pode-se perguntar: como é que estas ideologias se propagaram pelos EUA? Depois do Partitido Nacional-Socialista ter chegado ao poder na Alemanha, muitas instituições foram fechadas, entre elas a Escola de Frankfurt. Estes marxistas viram-se na obrigação de fugir. Adivinhem para onde? Exatamente. Para os Estados Unidos: para Nova York, com a ajuda da Columbia University, se posso acrescentar.

Max Horkheimer e outro marxista proeminente, Herbert Marcuse, que também trabalhou para a Office of Strategic Services-OSS (a antecessora da CIA), mudaram-se para Hollywood. No ano de 1952, Marcuse deu início a uma carreira de ensino como teórico político na Columbia University e terminou a sua carreira em 1965 na Universidade da Califórnia, San Diego.

Durante os anos 60, Marcuse viu uma oportunidade dourada para avançar com a sua ideologia marxista através da rebelião estudantil à guerra do Vietnã. No seu livro "Eros and Civilization", que praticamente se tornou uma bíblia para os estudantes rebeldes, Marcuse fez indagações filosóficas em torno de Freud, mas o sentimento geral era o marxismo. Ali Marcuse propõe: "faça as coisas da tua forma", "se sabe bem, faz." Para além disso, ele é o homem que cunhou a frase “make love, not war” – “faça amor, não faça guerra”.

Senhoras e senhores, nossa sociedade encontra-se em perigo. Vivemos num estado ideológico onde, se falharmos em reconhecê-lo, esta ideologia marxista politicamente correta levará a cabo a nossa destruição, tal como foi planejado há décadas. A alternativa é viver como um genuíno americano, e, honestamente, dizer o que pensas. Sei que muitos marxistas já falecidos alegram-se cada vez que estabelecemos mais um discurso de censura.

Na liberdade...

 

Publicado na Fusion Magazine.

Tradução: blog O Marxismo Cultural

 


Share