Una disfunción eréctil puede ser el resultado de afecciones y enfermedades, medicación o estilo de vida. En primer lugar, es un problema físico. A menudo, factores psíquicos como el estrés y el miedo ayudan a mantener o empeorar los problemas eréctiles. Comprar kamagra generico en valencia saber cuál es el medicamento ideal para usted depende de diferentes factores. L'excitation sexuelle masculine est un processus complexe qui implique le cerveau, les hormones, les émotions, les nerfs, les muscles et les vaisseaux sanguins. La dysfonction érectile peut résulter d'un problème avec l'un de ces. De même, le stress et la santé mentale préoccupations peuvent causer ou aggraver la dysfonction érectile. Où commander priligy suisse vous avez trouvé une #pharmacie en ligne ici http://trendpharm.com/ #priligy. Lorsque des problèmes se produisent dans la chambre, les émotions peuvent exécuter élevé. Si vous avez commencé à éviter les rapports sexuels par crainte de ne pas obtenir une érection, votre partenaire peut commencer à vous pensez ne trouvent plus attrayants. Sentiments se blessent. En couple commencent à se sentir moins intime. Le ressentiment se insinue.

 


SPACÇO DO SPACCA

vspacca

© Spacca para o MSM



Jornalistas que não se curvam à patifaria totalitária do Foro de São Paulo estão sob risco num país em que o direito à livre opinião está seriamente ameaçado. Alex Pereira e Vitor Vieira falam sobre as ameaças e acusações feitas pelos delinquentes aliados aos bandidos do PT contra aqueles que defendem as liberdades civis e que com independência denunciam um governo que está simplesmente destruindo o Brasil e suas instituições.

* * *


Nos encontros da liderança do PT, canta-se a Internacional Socialista e fala-se abertamente do projeto de dominação política do país. No STF, fala-se apenas de corrupção, "caixa 2", peculato e outros crimes, como se o Mensalão não fosse a tentativa de usar o dinheiro como arma revolucionária, para falsear todo o jogo político nas instâncias mais altas do país e fazer com que o PT, centralizando tudo no Executivo, controlasse o país sem nenhuma oposição.

Infelizmente, a população caiu no truque das atenuações da imprensa chapa-branca, e ainda está dando apoio expressivo a políticos do PT e a seus aliados.

* * *

Católicos não podem votar num partido pró-aborto e pró-gayzista.

Veja muito mais na seção de vídeos do Mídia Sem Máscara.

Avisos

POLÊMICAS INTER-RELIGIOSAS, EM ESPECIAL ENTRE DIFERENTES DENOMINAÇÕES CRISTÃS, SÃO EXPRESSAMENTE PROIBIDAS NESTE SITE. COM TANTOS INIMIGOS RONDANDO, VAMOS FICAR TROCANDO TAPAS EM FAMÍLIA?

trueoutspeak2
atasFSP

clip_image002

THIS IS A BULLSHIT-FREE SPACE
Orkut-32 twittericon Youtube_32x32 facebook_32 Feeds_32x32 Mail-32currency_blue_dollar-32

btDuas zebras políticas assombram esquerdistas de todos os quadrantes - desde falsos cientistas políticos passando por diplomatas ociosos, russófilos acanalhados, figuras tidas como “notáveis”, cretinos da fauna acadêmica, palpiteiros auto-intitulados “progressistas”, até ativistas digitais bem remunerados e – mais uma vez – a tropa de choque atuante no seio da mídia amestrada. As zebras que vêm levando essa gente ao pânico, mais do que isto, ao desespero paranóico, são, de forma crescente, Jair Bolsonaro e Donald Trump – os dois, respectivamente, candidatos à Presidência do Brasil e a dos Estados Unidos.

Na América, desde que anunciou sua candidatura pelo Partido Republicano, Trump sofre campanha sistemática de jornais tendenciosos, à esquerda, como, por exemplo, os falidos New York Times e Washington Post – tudo, de resto, sem maiores consequências pois, na prática, na medida em que recebe ataques infamantes da mídia amestrada (sempre a serviço das teses dissolutas da ONU imperial), cresce a adesão dos norte-americanos pelo candidato conservador, infenso ás habituais manipulações dos jornalões esquerdistas.

em2
A vegetação em fase de crescimento é ávida consumidora de CO2, ao contrário da vegetação adulta.
Criar novas plantações, desmatando florestas "velhas" de forma inteligente, reduz o CO2 do ar.


"Barbárie científica" foi o título do artigo de Eduardo Castanho ,da SISFLOR (Instituto Sistema de Informações Florestais do Estado de São Paulo), que tem como objetivo difundir o conceito de agronegócio florestal sustentável.

vg
Jamais saberia que houve mais uma cena de perobagem em novela da Globo sem os comentários no Facebook. Vocês olham essas porcarias porque querem.

Aliás, purpurinagem fora de contexto é o menor dos problemas; claro que vai formando um imaginário distorcido em quem a assiste, mas até o Leandro Karnal é capaz de perceber que o negócio é postiço, forçado -- e, por isso mesmo, ainda que seja um tanto influenciado, não mudará muito seu pensamento.

aha
Ayaan Hirsi Ali, autora que teve de fugir da Holanda para os EUA.

O Islã, alerta o autor de best-sellers argelino Boualem Sansal, irá dividir a sociedade européia. Em uma entrevista concedida à mídia alemã, esse corajoso escritor árabe pintou um quadro da Europa subjugada pelo Islã radical. De acordo com Sansal, os ataques terroristas em Paris e Bruxelas estão direcionados ao modo de viver ocidental: "vocês não conseguem nem derrotar os fracos estados árabes, então eles trouxeram os quintas colunas para que o Ocidente se autodestrua. Se tiverem sucesso a sociedade cairá".

Um jumento petulanteUm senhor obscuro chamado Júlio Lemos fez, no último sábado, 2 de julho, o seguinte comentário público em seu perfil no Facebook sobre alguém que tem o mesmo nome que eu:

“Tinha um carinha nessa linha ai, um admirador de um tal de Wolfgang Smith, que deixou a fisica para se dedicar ao tradicionalismo de Schuon. Acho que Raphael de Paola e' o nome dele. Desses caras que nao aguentam o tranco da vida academica.”

O nome é o meu mas a descrição, não. Menos mal que ele esclareça apenas achar ser esse o nome do tal “carinha”. Ele parece ter em mente alguém de carne e osso sem ter certeza do nome. Resguardando-se da eventualidade de um processo por difamação por associar ao nome de uma pessoa real um fato que é, na mente dele, desabonador, está justificado o seu cuidado em usar o “acho que”. Mas pode ser também que ele esteja inaugurando um gênero literário em que dá o nome de uma pessoa existente a um personagem puramente inventado, sendo um indício desta hipótese o modo poético como escolheu iniciar seu comentário: em lugar do tradicional “Era uma vez”, fomos brindados com a estréia do “Tinha um carinha”.

jpaJeremy Corbyn, líder do Partido Trabalhista inglês, faz exatamente o jogo que Kremlin deseja.


Quando, em junho de 2014, o ex-secretário geral da OTAN, Anders Fogh Rassmussen denunciou que a Rússia estava financiando o movimento anti-fracking no Ocidente, a gritaria dos militantes ambientalistas foi geral.

Órgãos da mídia e políticos tidos como sisudos julgaram ser uma aliança contra natura.

sm

Cheguei a crer que fosse inviável parar a Lava Jato. Hoje, essa certeza arrefeceu. Ainda que não seja possível retirar do juiz Sérgio Moro e dos promotores da força-tarefa as garantias constitucionais que lhes asseguram a autonomia para agir, existem maneiras de lhes suprimir os meios de ação e, até mesmo, de os neutralizar. A despeito da respeitável determinação da turma de Curitiba e do irrestrito apoio do povo, essas artimanhas estão sendo exibidas diante dos nossos olhos.

pebSpacca

No jornal Zero Hora do último dia 5 de julho, um estudante entrou na esteira aberta pelo jornalista Paulo Germano que escreveu coluna criticando o projeto Escola Sem Partido. A carta desse leitor soma-se a incontáveis relatos que pessoalmente recebi sobre a militância política, ideológica e partidária que usa a sala de aula como concessão para fazer cabeças. O projeto foi apresentado na Assembléia Legislativa gaúcha pelo deputado Marcel Van Hatten e na Câmara de Vereadores da Capital pelo vereador Valter Nagelstein.

durer

Após algum tempo vendo ao vivo um filósofo filosofar de verdade (i.e. Olavo de Carvalho) e logo após ver o surgimento de outras grandes mentes que descobriram o próprio potencial através dos ensinamentos do professor, algumas diferenças intelectuais entre essas pessoas e as demais foram se revelando conforme os via se desenvolver.

Porém, o símbolo que cristalizou essa percepção foi aquilo que o ensaísta Nassim Nicholas Taleb chamou em A lógica do cisne negro de “antibiblioteca” (grifos nossos):

tf

O Supremo Tribunal Federal está se tornando o promotor da desordem institucional, o causador da insegurança jurídica, o subversivo das próprias instâncias judiciais e dos processos legais, e vai consagrando, a cada dia, um regime de medidas discricionárias e arbitrárias.


A decisão monocrática do ministro do Supremo Tribunal Federal, Dias Toffoli, de revogar a prisão preventiva do ex-ministro Paulo Bernardo, decretada na Operação Custo Brasil, continua a causar forte polêmica.

Estranhíssima ginástica jurídica
O Grupo do Ministério Público Federal de São Paulo, que atua na dita Operação, manifestou sua perplexidade em nota oficial, na qual afirma que "o ministro suprimiu instâncias que ainda iriam tomar conhecimento do caso e sequer ouviu a Procuradoria-Geral da República".



Liberdade de consciência é um dos componentes da integridade pessoal. E sem integridade, o que nos resta é o caráter fragmentado, a personalidade fraca e maleável à manipulação e aos mais diversos vícios.

Na Medicina, cabe ao profissional - isto é, àquele que professa um corpo de valores fundamentais - ter a força de caráter suficiente para lutar pela integridade de sua profissão e de sua pessoa.

gmhempLula, o nome, já causa enjoo. Quando acompanhado da foto e da legenda, então, é como comer feijoada em mar revolto. Isso porque Lula tornou-se sinônimo de sujeira, de nojeira, de podridão e tudo o que atenta contra o sagrado, o moral e o estético. Lula é um dos principais agentes da falência civilizacional em que vivemos, mas, não é o único, evidentemente, pois, de lulas, cheio está o mundo brazuca com o qual nos estripuliamos por aí. Outros lulas, no entanto, que, isoladamente, pouco fedem ou pouco cheiram, lulinhas e lulões, quando unidos, tudo deformam e fazem adoecer, cultural e politicamente, como vermes que circulam em torno da besta-fera, ou peixinhos que se alimentam dos parasitas do peixão, que fazem o leva-e-traz da formiguinha revolucionária.

Se Lula é o responsável direto - o arquiteto -, das grandes degradações que nos assolam, como Foro de São Paulo, por exemplo, as formigas-vermes-peixes fazem o dia-a-dia da imbecilização nacional. São os operariozinhos da esquizofrenia e da psicopatia; a concretude do conjunto doutrinal gramscista da destruição da vida em sociedade. Destruição financiada com erário público, diga-se.

pfbAfastar dois delegados da Lava Jato, no atual ambiente do país, já ensejaria incômodas conjeturas. Não dar explicações, torna tudo muito mais assustador e repulsivo.


Uma pequena matéria no portal G1 e uma breve repercussão da matéria em O Antagonista foi o máximo que pude ler, até agora, sobre o esquartejamento promovido pela Polícia Federal no setor da Lava Jato que trata das denúncias envolvendo os donativos em bens e dinheiro recebidos pelo Instituto Lula e pelo ex-presidente. Os delegados Eduardo Mauat e Luciano Flores foram designados para outras tarefas. Um no Rio de Janeiro e outro no Rio Grande do Sul. Parte pior da informação: "A Polícia Federal, não quis se manifestar sobre o assunto".

usc4j

Por meio da generosidade e da bravura de seu povo, que carrega consigo o legado do glorioso encontro entre Atenas e Jerusalém, os cinquenta estados americanos mantém vivos não apenas os seus êxitos políticos e econômicos como também a razão de ser do Ocidente.


O anti-americanismo é uma obsessão nacional. Por estas bandas, mesmo entre liberais e conservadores, há quem flerte com a noção de que, por alguma razão e de algum modo, tudo o que há de mal no mundo tem sua origem na "terra dos livres e lar dos audazes". Essa obsessão é alimentada e difundida por intelectuais, artistas, professores, jornalistas, militares, políticos; praticamente toda a nossa elite — a mesma que se informa pela CNN, repete tudo o que lê no New York Times, ri das tiradinhas do Jon Stewart e passa as férias em Miami, São Francisco ou Nova York.

phdOs intelectuais de hoje mostram duas deficiências gravíssimas: apenas falam daquilo que já faz parte do debate académico ou do “debate público” instituído pelos jornalistas; e nunca levam em conta as implicações psicológicas contidas em todas as grandes manobras políticas e ‘sociais’ das últimas décadas.


Identifico três tipos de dificuldade nos intelectuais que têm impedido praticamente todos eles de fazerem análises aceitáveis da realidade. Não me refiro a dificuldades relativas à aquisição de conhecimento mas a algo que está para além disso.

1. Sinceridade
Esta é uma dificuldade permanente na vida intelectual de todos os tempos. A sinceridade não depende apenas de uma decisão ou disposição mas é uma conquista que depende do aprofundamento da auto-consciência e do domínio da linguagem. Isto não está apenas nas mãos do indivíduo, porque se ele nasceu numa época ou num meio em que a linguagem é pobre, então, o seu nível de sinceridade é baixo porque ele não tem à sua disposição os instrumentos que lhe permitam descrever os seus estados internos ou as situações que pretende analisar.