Jornalistas que não se curvam à patifaria totalitária do Foro de São Paulo estão sob risco num país em que o direito à livre opinião está seriamente ameaçado. Alex Pereira e Vitor Vieira falam sobre as ameaças e acusações feitas pelos delinquentes aliados aos bandidos do PT contra aqueles que defendem as liberdades civis e que com independência denunciam um governo que está simplesmente destruindo o Brasil e suas instituições.

* * *


Nos encontros da liderança do PT, canta-se a Internacional Socialista e fala-se abertamente do projeto de dominação política do país. No STF, fala-se apenas de corrupção, "caixa 2", peculato e outros crimes, como se o Mensalão não fosse a tentativa de usar o dinheiro como arma revolucionária, para falsear todo o jogo político nas instâncias mais altas do país e fazer com que o PT, centralizando tudo no Executivo, controlasse o país sem nenhuma oposição.

Infelizmente, a população caiu no truque das atenuações da imprensa chapa-branca, e ainda está dando apoio expressivo a políticos do PT e a seus aliados.

* * *

Católicos não podem votar num partido pró-aborto e pró-gayzista.

Veja muito mais na seção de vídeos do Mídia Sem Máscara.

Avisos

POLÊMICAS INTER-RELIGIOSAS, EM ESPECIAL ENTRE DIFERENTES DENOMINAÇÕES CRISTÃS, SÃO EXPRESSAMENTE PROIBIDAS NESTE SITE. COM TANTOS INIMIGOS RONDANDO, VAMOS FICAR TROCANDO TAPAS EM FAMÍLIA?

trueoutspeak2
atasFSP

clip_image002

THIS IS A BULLSHIT-FREE SPACE
Orkut-32twittericonYoutube_32x32facebook_32Feeds_32x32Mail-32currency_blue_dollar-32

Esta autarquização de entidades privadas só dá ensejo à criação de extravagantes estados paralelos, que à semelhança dos chamados Conselhos de Classe e Ordens Profissionais, legislam em causa própria, fiscalizam, multam e fecham estabelecimentos sem um pingo de representatividade política.

Creio que ainda estou para conhecer uma estrutura sedizente protetora dos direitos de propriedade tão negadora do sentido natural deste verbete. Estou a referir-me ao Ecad - Escritório Central de Arrecadação e Distribuição, uma entidade formada por nove associações e que possui a delegação da Lei 9.610/98 para efetuar cobranças de direitos autorais em estabelecimentos de entretenimento, restaurantes e bares.

Num futuro próximo, não só a pedofilia, mas também a bestialidade (prática sexual com animais) poderia ser admitida com base no mesmo argumento que admitiu a "família" fundada no homossexualismo.

A Constituição Federal de 1988 reconheceu como entidade familiar a "união estável" entre o homem e a mulher:

Art. 226, § 3º. Para efeito da proteção do Estado, é reconhecida a união estável entre o homem e a mulher como entidade familiar, devendo a lei facilitar sua conversão em casamento.

A certidão não é autêntica, é praticamente impossível que seja autêntica. Os erros nela são tão gritantes, as anomalias tão vistosas, que a probabilidade de se tratar de documento genuíno deve ser calculada na base de um para vários milhões.

Droga! Eu não aprendo mesmo. Cada vez que acredito em esquerdistas, acabo pagando mico. No entanto, movido por uma crença residual na bondade da espécie humana, instinto perverso que me induz a seguir Jean-Jacques Rousseau e contrariar a Bíblia, continuo tentando de novo e de novo, e tomando na cabeça com a regularidade dos ciclos planetários, econômicos, menstruais e quantos mais ciclos existam.

A partir da perspectiva da Al Qaeda, seu plano está nos dando certo. O Ocidente começou a se submeter. Apesar de todas as bombas jogadas em Kandahar, o Corão é bem-vindo na Casa Branca.

A morte de Osama bin Laden é importante apenas por sua mensagem simbólica, porque bin Laden há muito havia deixado de ser uma figura de alguma importância operacional e se tornado um símbolo da jihad. Como 'mártir', ele será tão útil quanto já era. Talvez até mais.

Sua morte não é um ponto final, mas uma vírgula de anticlímax em uma frase atropelada cuja completa extensão ainda não está clara. Para os americanos, é uma oportunidade para celebrar a morte do homem que se tornou um símbolo do terrorismo islâmico. Para os muçulmanos, ela se traduz em um dia de luto pela morte de um novo Saladino. Não importa o quanto ele esteja morto agora, ele alcançou seu objetivo de se tornar um símbolo da jihad por uma ordem islâmica mundial. E aquela jihad não será enterrada no chão com ele.

O que é a modernidade? Numa definição curta e exata a modernidade é a negação de Deus. Ela tenta, em tudo e por tudo, matar a Revelação, conspurcar as coisas tidas como sagradas e negar a verdade.

Eu vi Satã cair do céu como um relâmpago.
Lucas 10, 18

O que transforma a obra FAUSTO, de Goethe, em um monumento imorredouro não é apenas a grandiosidade de sua construção e a beleza de seus versos. Nem mesmo o seu tema. George Satayana o classificou como um poema filosófico, ao lado dos poemas de Dante e de Lucrécio. É esse caráter filosófico que lhe eleva acima do seu tempo, mas não apenas. A genialidade de Goethe lhe permitiu fazer a síntese de uma era - os tempos modernos ou a modernidade - e registrar para a posteridade de forma ornamental essa fotografia histórica. O poema é também uma crônica extraordinária.

A sociedade moderna, em nome da expansão e do progresso, escolheu não definir nenhum padrão do que é bom, nenhuma direção distinta a seguir, nenhuma convicção específica a adotar, mas progresso só é progresso quando sabemos para onde estamos indo e o que queremos exatamente.

Publicado originalmente em junho de 1905, "Hereges" é o primeiro trabalho polêmico importante do jornalista e escritor inglês G.K. Chesterton. Pouco antes disso, ele havia se envolvido numa série de controvérsias com o editor do jornal Clarion, Robert Blatchford quem, curiosamente, abriu espaço em seu jornal para uma série de respostas do próprio Chesterton. Tais respostas e os seus artigos no jornal Daily News são a matéria-prima principal da visão única de vida que ele apresenta em "Hereges".

Pergunto a pais e mães neste dia das mães: pode existir família onde não exista capacidade de renúncia e de sacrifício? Não é esse egoísmo deslavado que arrasta ao abandono e ao desabrigo tantas mães cujos maridos foram buscar "felicidade" em outros ninhos?

Poucas coisas tão postiças quanto a sabedoria dos intelectos vaidosos. E poucos tão infelizes quanto os que pretendem beber a felicidade no próprio copo, de canudinho, como refresco.

Comecemos pelos primeiros, pelos enfatuados do próprio saber. Para eles, todo espelho é mágico e lhes atira beijos. Lambem seus títulos. Devoram as próprias palavras após pronunciá-las, para que nada se perca de seu sabor. E vão engordando de lipídios um orgulho autógeno, encorpado pelas lisonjas alheias e pelas que generosamente dedicam a si mesmos.

Há evidência clínica que indica que após um aborto podem se apresentar atitudes suicidas devido à dor da perda e a depressão. Além disso, a preferência pelo varão nas zonas rurais leva ao infanticídio e ao aborto seletivo de meninas. A doutrina de Confúcio, como filosofia e religião, é a influência cultural mais importante da China. A atitude para a morte, inclusive o suicídio, tem a ver com virtudes confucianas.

O aborto está fortemente associado ao incremento de suicídios

56% das mulheres que se suicidam no mundo são chinesas. Uma média de 280.000 pessoas tiram a própria vida a cada ano no país (uma morte a cada dois minutos), das quais mais de 150.000 são mulheres, segundo dados do Ministério da Saúde chinês.

Esse é o governo do PT, para o PT e sob o PT.

Em decisão totalmente arbitrária ontem, o Supremo Tribunal Federal decretou sua legitimidade para a união civil gay e adoção de crianças por duplas gays. Arbitrária porque, embora essa seja a vontade patente do governo, da mídia esquerdista, da militância gay e do STF, não é a vontade do povo.

Não dava para decidir conforme o povo quer? Pesquisas no Brasil indicam que o povo fortemente rejeita essas imposições, inclusive adoção de crianças por duplas homossexuais.

 

Sabe, leitor, como procedeu nossa corte constitucional para derrubar um preceito da Constituição? Foi nas caixinhas dos princípios, dos valores e dos direitos fundamentais. Escolheu os que desejava e os mastigou como chicletes até assumirem o formato que lhe convinha.


Quase não dormi. Embora creia que o Estado não tem por que tutelar todos os tipos de relações afetivas que se manifestem na sociedade, e que se restringe à família, por ser a instituição fundamental, o espaço reservado à sua proteção, não considero que o reconhecimento de direitos previdenciários às uniões homossexuais vá abalar os fundamentos da sociedade. O que me manteve alerta, insone, foram algumas coisas que ouvi saírem da boca dos senhores ministros do STF durante o julgamento de ontem, quando, a toda hora, alguém pegava o microfone para dizer que o STF não estava se substituindo ao Congresso Nacional. Certamente o diziam por saberem, todos, que era exatamente isso que estavam fazendo.

aerosmith_steven_tyler

A maioria das pessoas não consegue decifrar as partes fragmentadas e
desconjuntadas de suas vidas após um aborto até entrarem num curso de cura. Tragicamente, os que fazem propaganda do aborto em nossa cultura trabalham dia e noite para garantir que nunca se façam essas conexões.

4 de maio de 2011 (Notícias Pró-Família) - Muito antes de receber elogios como juiz do programa de televisão American Idol [um caçador de estrelas], Steven Tyler era uma genuína estrela do rock, com tudo o que isso implicava. Em 1975, quando ele estava com quase 30 anos de idade e era o vocalista da banda Aerosmith, Tyler persuadiu os pais de sua namorada de 14 anos, Julia Holcomb, a fazer dele o guardião legal dela a fim de que eles pudessem viver juntos em Boston.

É para isso que você paga impostos: para que a história seja reescrita à moda soviética e perpetue um partido no poder à custa da imbecilização do povo.


O domínio da esquerda sobre o discurso e a prática política no Brasil jamais será compreendido sem o conhecimento da tática de Antonio Gramsci, o formulador da estratégia da ocupação dos espaços, na qual a revolução seria feita não pelas armas, mas pela infiltração lenta e gradual do programa partidário na cultura, nos meios de difusão de informação, como escolas, sindicatos, igrejas, imprensa, universidade etc.

Aos responsáveis por difundir a ideologia revolucionária Gramsci dá o nome de intelectuais orgânicos, que nós poderíamos chamar, para simplificar, de formadores de opinião. Sabe aquele professor de história que diz que o socialismo é a coisa mais linda do mundo e te manda votar no PT? Mesmo que não saiba conjugar sujeito e predicado, é um intelectual orgânico. E aquele professor de geografia que ensina que lucrar é pecado e que os empresários são ladrões? É outro safado mentindo em nome da causa.

Não bastasse repetir 40 vezes a palavra "we", Obama falou 10 "I", 3 "my" e 2 "me". Mais um pouco e ele diz que saltou de paraquedas do helicóptero, entrou no esconderijo pela chaminé e acertou três tiros no peito de Bin Laden, que, antes de morrer, gritou: "Matêêêê!".

Slavoj Zizek é um filósofo marxista esloveno. Sua melhor obra é o depoimento para um vídeo de 1 minuto no YouTube, explicando seu método de escrever. Para Zizek, é "psicologicamente impossível" sentar numa cadeira com essa finalidade. Então ele precisa se enganar. Fingir que não está escrevendo. Em matéria de autoengano, ninguém é páreo para um filósofo marxista.

Primeiro, ele apenas anota ideias, mas já com uma linha de pensamento definida em frases completas. Até certo ponto, ele diz a si mesmo: "Não, eu não estou escrevendo. Só estou anotando ideias". Depois conclui: "Já está tudo aí. Agora só preciso editar". Ele resume assim o processo: "Eu divido em duas partes: anotar e editar. O 'escrever' desaparece". Lindo, não?

A cultura indígena, que o Estado e os antropólogos usam convenientemente para criar entraves para a pregação do Evangelho, se desmorona diante da imposição da ideologia do controle da natalidade e vacinas.

No final do século XIX, a moda em alguns lugares da Europa era ter, nos zoológicos, um espaço para a amostragem de uma exótica espécie: os índios.

Com o progresso da antropologia, os espaços indígenas dos zoológicos foram abolidos, para dar lugar aos zoológicos humanos em seu próprio habitat. Esqueça a antropologia guiada pelos princípios racistas e eugênicos do nazismo. A antropologia moderna avançou muito mais, distanciando-se de alguns elementos do extremismo estatal nazista (que significa nacional socialista), mas abraçando o extremismo estatal socialista, tão anticristão quanto o nazista.

A morte de Osama Bin Laden significa a queda do símbolo do terror e da biografia paradigmática dos jovens islâmicos, porém ao mesmo tempo uma referência para que novos guerreiros santos se vinculem à violência irracional contra o Ocidente.

A morte de Osama Bin Laden é um troféu de guerra inestimável para a ambição re-eleitoral do presidente Barack Obama. Com este golpe, o presidente dos Estados Unidos concitará maior cabedal eleitoral ao que o levou à presidência, e sua carismática figura passará à história não só como o Prêmio Nobel da Paz, senão como o mandatário que com paciência e tato recompôs as relações exteriores de seu país, sem ceder contra o terrorismo internacional.