SPACÇO DO SPACCA

vspacca

© Spacca para o MSM



Jornalistas que não se curvam à patifaria totalitária do Foro de São Paulo estão sob risco num país em que o direito à livre opinião está seriamente ameaçado. Alex Pereira e Vitor Vieira falam sobre as ameaças e acusações feitas pelos delinquentes aliados aos bandidos do PT contra aqueles que defendem as liberdades civis e que com independência denunciam um governo que está simplesmente destruindo o Brasil e suas instituições.

* * *


Nos encontros da liderança do PT, canta-se a Internacional Socialista e fala-se abertamente do projeto de dominação política do país. No STF, fala-se apenas de corrupção, "caixa 2", peculato e outros crimes, como se o Mensalão não fosse a tentativa de usar o dinheiro como arma revolucionária, para falsear todo o jogo político nas instâncias mais altas do país e fazer com que o PT, centralizando tudo no Executivo, controlasse o país sem nenhuma oposição.

Infelizmente, a população caiu no truque das atenuações da imprensa chapa-branca, e ainda está dando apoio expressivo a políticos do PT e a seus aliados.

* * *

Católicos não podem votar num partido pró-aborto e pró-gayzista.

Veja muito mais na seção de vídeos do Mídia Sem Máscara.

Avisos

POLÊMICAS INTER-RELIGIOSAS, EM ESPECIAL ENTRE DIFERENTES DENOMINAÇÕES CRISTÃS, SÃO EXPRESSAMENTE PROIBIDAS NESTE SITE. COM TANTOS INIMIGOS RONDANDO, VAMOS FICAR TROCANDO TAPAS EM FAMÍLIA?

trueoutspeak2
atasFSP

clip_image002

THIS IS A BULLSHIT-FREE SPACE
Orkut-32 twittericon Youtube_32x32 facebook_32 Feeds_32x32 Mail-32currency_blue_dollar-32

 lsfPara o ilustrado público do Largo do São Francisco e para os bem remunerados bajuladores dos recentes atos palacianos, o Brasil renascerá das zelosas mãos da "presidenta".


Há poucos dias, numeroso grupo de estudantes e profissionais do Direito reuniram-se na tradicional faculdade do Largo de São Francisco (USP) para defender o mandato da presidente Dilma Rousseff. No entendimento de todos, Dilma é um modelo de virtudes, o PT é vítima da maledicência de uma oposição golpista e a 13ª Vara Criminal da Justiça Federal de Curitiba é uma câmara de tortura onde pessoas honradas são extorquidas até em seus míseros e bem havidos bilhões. A mim não impressionam os camisas vermelha, militantes a privilégio, soldo e sanduíche. Impressiona-me a conduta de quem estuda e ensina Direito. Impressiona-me a indignação postiça, a seriedade estudada, a pose de injustiçados com que certos deputados petistas se manifestam na Comissão Especial do Impeachment. Impõem-se, por dever de ofício, um ar de dignidade ultrajada, como se excelsas virtudes sangrassem sob os punhais de injustificáveis acusações. Me poupem!

diplomaComo estrangeiro, fico impressionado com um aspecto da cultura brasileira: o amor pelos documentos oficiais, com vários selos de autenticação. Não sei se o Brasil é uma república verdadeiramente federativa, mas eu tenho certeza que o Brasil é uma república burocrática. Se não tiver minha identidade em mãos, será que eu existo?

k

Há 60 anos o informe Krushchev sacudiu o mundo comunista. Ele explica que o objetivo do informe de Krushchev era condenar Stalin para sacralizar Lenin, enquanto que Lenin, na realidade, havia sido o fundador do regime totalitário soviético.


Em 25 de fevereiro de 1956, pela manhã, durante o décimo dia do XX Congresso do Partido Comunista da União Soviética (PCUS), reunido no Kremlin, o primeiro desde a morte de Stalin em março de 1953, uma sessão final foi convocada inesperadamente. As delegações comunistas de todo o mundo foram excluídas. Ninguém previu então o tremendo trovão que sacudiria o campo comunista até seus cimentos. Nikita Krushchev, primeiro secretário do PCUS, subiu à tribuna e dedicou-se a fazer uma demolição sistemática, às vezes caricatural, de Stalin, o ídolo intocável de todos os comunistas até esse momento.

smi

O País tem sido abalado nos últimos dias, no âmbito político, por episódios desconcertantes e tumultuosos.

Após o protesto pacífico e ordeiro de milhões de brasileiros, no dia 13 de março último, em centenas de cidades de norte a sul do País, contra o PT e seu governo, a presidente Dilma Rousseff decidiu nomear Lula Ministro da Casa Civil, ante a eminente prisão deste pelas autoridades que conduzem a operação Lava Jato.

lp

Uma intervenção militar deveria ter ocorrido tão logo se revelaram os planos continentais do Foro de São Paulo e a montagem do esquema de corrupção criado para sustentá-los. Quando alguns patriotas entusiastas começaram a clamar por ela em 2015, já era tarde. Uma próxima oportunidade, só em caso de agressão externa, uma ameaça que deveria ter sido abortada, no máximo, até 2005, quando Lula fez o seu célebre discurso no décimo quinto aniversário do Foro. A imprevidência é, como sempre, uma das forças históricas mais decisivas.

*

Tanto a longa omissão das Forças Armadas quanto sua possível ação tardia em face de uma agressão externa que poderia ter sido evitada, terão sido tremendamente impatrióticas. NADA no mundo, nenhuma esperteza, nenhuma estratégia, nenhum cálculo inteligentíssimo, substitui a ação correta e justa inspirada pelo verdadeiro amor ao bem.

O que eu testemunhei dentro de uma doutrina de mentiras.

Antes de tudo: esqueça os anos 60. Esta situação vem fermentando há mais de 100 anos. Eu nasci em uma família de classe operária socialista na Nova Zelândia em 1960. O socialismo democrático tinha sido estabelecido por reformas populares na década de 1930. Ao final dos anos 50, quase todas as crianças da classe trabalhadora na Nova Zelândia foram criadas como socialista.

ld

Um grampo derrubará Dilma. Dilma não vale um mísero grampo.
E Lula, com sua grosseria e arrogância, demonstrou ao Brasil sua natureza.


A semana começou grandiosa. Na manhã do dia 13 de março, Rio de Janeiro, Belém do Pará e Brasília foram inundados por cidadãos brasileiros vestindo verde, amarelo, azul e branco; portando bandeiras do Brasil. Nesta mesma manhã a Frente Brasil Popular tentava intimidar os manifestantes. Sem sucesso. Não havia espaço para os defensores dos indefensáveis. O que quase não se viu foi políticos participando das manifestações, que logo à tarde se espalharam às demais capitais do Brasil. O fim das gigantescas manifestações era o primeiro sinal de ruína do Governo do PT. Cumprida a missão, agora era esperar o desentravar dos Poderes para se fazer a justiça esperada pelo povo brasileiro.

brsl
Os últimos acontecimentos provam, da maneira mais cabal e inequívoca, que o Estado criado pela "Nova República" é imune ao clamor popular, é uma estrutura autônoma que paira, inalcançável e inatingível, acima da Nação. "Nossas instituições", diante das quais tantos se prosternam em adoração, são um círculo de proteção construído em torno da criminalidade triunfante e do golpismo mais cínico.

*

Recebi da Bruna Luiza:

Professor Olavo de Carvalho, estou participando dos protestos e vendo tudo de perto. Preciso alertar: o MBL está aproveitando um movimento popular e espontâneo para se colocar como liderança das ruas. Convocaram o povo a sair do cerco ao Palácio e ir para o Congresso ontem. Qual a utilidade disso, quando queremos pressionar diretamente Dilma e Lula? Também não chamaram ninguém para protestar hoje cedo, no horário da posse do Lula, somente hoje à noite. Conveniente, não? Dizem que somos liderados pelo Kim, o mesmo cara que disse que era preciso ter cautela com a prisão do Lula, que isso era sério. Um moleque frouxo! Por favor, alerte seus seguidores para o risco de deixar o MBL se aproveitar dos protestos. Estou na rua e fazendo o possível para alertar as pessoas, nos ajude, professor.

ptmafiaA Brasília petista tem muito de Wall Street e muito de Chicago na década de 30.

Quem segurar a alça desse caixão será, perante a opinião pública, cúmplice de uma organização criminosa.


Pois é, Excelências. Passei estes últimos dias nas ruas, nas mobilizações populares, nos carros de som, nas redes sociais, e acompanhando o noticiário. Andei de taxi. Falei com vendedores de água, pipoca, sorvete. Falei com taxistas e garçons. Cheguei a uma conclusão: a coisa está feia para o lado dos senhores. Junto com a responsabilidade inerente às funções que exercem, caiu-lhes no colo a decisão sobre o processo de impeachment. E as perguntas são inevitáveis: V. Exª será cúmplice da organização criminosa que saqueou o país? Concederá aval para que continue atuando? Parece-lhe pouco tudo que já é de seu conhecimento? Se sim, quanto mais seria necessário subtrair à nação para chegar a um valor que o impressione? Quantas lixeiras mais será preciso destapar?

lmA geração dos caras pintadas deve estar morrendo de inveja da minha, nessa hora. Imagina, eles se orgulhavam de ter expulsado um batedor de carteiras do Planalto.

Já nós estamos às voltas com o próprio Mefistófeles.


* * *

Meus 5 centavos sobre a interceptação das conversas do Lula:

1- Não houve "vazamento", porque o juiz responsável pelo caso levantou o sigilo; a partir desse momento as informações são públicas;

Há gente DENTRO do Facebook intercedendo pelo governo. Vídeos e comentários estão sendo suprimidos na cara de pau. Eu acabei de postar o vídeo da PM-SP prestando continência aos manifestantes na página do Olavo de Carvalho, e nove minutos depois ele foi sumariamente removido. O mesmo ocorreu com inúmeras pessoas e páginas, porque o recado dado é devastador, principalmente pelas marionetes da ONU que querem desmilitarizar a polícia.

pxLula refugiado num ministério para escapar às barras da Justiça é o último degrau de um escabroso poleiro moral.


Só um país governado pelo petismo pode levar às manchetes de seus jornais notícia tão desonrosa: um ex-presidente da República, investigado por decisão da Justiça Federal, medindo a curta distância que o separa da porta da cadeia, cogita aceitar, de seu partido, refúgio num cargo de ministro. Bastaria um miligrama de senso ético por litro de sangue desse corpo político chamado Partido dos Trabalhadores para que a medida causasse vermelhidão no rosto e fotofobia, tornando obrigatório a todos o uso de óculos bem escuros e boné de aba baixa.


Esquerda: pelo menos 30 migrantes do sexo masculino atacaram três meninas (com idades de 15, 16 e 17 anos) no Shopping Center Sophienhof em Kiel, Alemanha, em 25 de fevereiro. Somente dois dos perpetradores foram presos pela polícia.
Direita: somente nos primeiros dois meses deste ano, houve dezenas de casos registrados de migrantes que atacaram sexualmente mulheres e crianças em piscinas públicas em toda a Alemanha. Em algumas regiões, as autoridades determinaram a fixação de cartazes com desenhos indicativos, com o propósito de "educar" os migrantes sobre a inadmissibilidade de abusos sexuais.


Uma turba de candidatos a asilo provenientes do Afeganistão atacou três adolescentes do sexo feminino em um shopping center na cidade de Kiel ao norte da Alemanha. O ataque, que se prolongou por mais de duas horas na noite de 25 de fevereiro, espelha as violações em massa contra mulheres alemãs ocorridas na cidade de Colônia na Passagem do Ano Novo, mostra, mais uma vez, que os espaços públicos na Alemanha estão ficando cada vez mais perigosos para mulheres e crianças.

apQuem ganhará: a direita? o centro? a esquerda? – Quem conhecer as verdadeiras fibras da alma brasileira e souber entrar em diálogo pacato com essas fibras.


Estive na Av. Paulista neste Domingo 13 de Março. E posso garantir, pelo que me foi dado observar, que a esquerda perdeu, mesmo, a partida da popularidade.

Ali estava uma amostra gigantesca do Brasil (mais de um milhão e 400 mil pessoas, segundo a Polícia Militar - foto 1). Era a reprodução do que se deu neste dia em centenas de cidades de Norte a Sul do Brasil e com números muito impressionantes! A começar pelo Rio de Janeiro, em que a orla de Copacabana foi literalmente tomada pela multidão estimada em um milhão de pessoas (foto 2). O que dizer de Fortaleza, de Salvador, de Belém, de Curitiba, de Porto Alegre, de Natal, de Maceió, de Brasília, de Vitória, de Goiânia, de Campo Grande, de Recife, de Florianópolis e de tantas outras cidades com números igualmente impressionantes?

Perdoo tudo o que gostavam nos anos 90: Snap!, Corona, Rozalla, Spin Doctors, Nirvana, The Cranberries, menos o "Ética na Política"...

Três dias após aterrissar em Porto Alegre (depois de um hiato de mais de um ano e alguns meses) e dois dias depois das manifestações gigantescas de 13 de Março, ao invés de falar do presente, resolvo rebuscar o passado. Por que o presente é apenas uma das alternativas possíveis do passado que deu certo. Ou "serto".

Tudo por que o que aqui vi e sigo vendo causa-me espanto e o meu instinto de investigação clama por uma explicação racional.