Una disfunción eréctil es la impotencia de obtener o mantener una erección. comprar kamagra sin receta en madrid saber cuál es el medicamento ideal para usted depende de diferentes factores. L'excitation sexuelle masculine est un processus complexe qui implique le cerveau, les hormones, les émotions, les nerfs, les muscles et les vaisseaux sanguins. La dysfonction érectile peut résulter d'un problème avec l'un de ces. De même, le stress et la santé mentale préoccupations peuvent causer ou aggraver la dysfonction érectile. Où achat levitra france vous avez trouvé une #pharmacie online ici http://trendpharm.com/ #levitra. Lorsque des problèmes se produisent dans la chambre, les émotions peuvent exécuter élevé. Si vous avez commencé à éviter les rapports sexuels par crainte de ne pas obtenir une érection, votre partenaire peut commencer à vous pensez ne trouvent plus attrayants. Sentiments se blessent. En couple commencent à se sentir moins intime. Le ressentiment se insinue.

Alejandro2Alejandro Peña Esclusa foi preso injustamente com provas plantadas, numa operação grosseira, mas alinhada com a política do PSUV, que prevê até mesmo a revolução armada em seus estatutos.

Bogotá, 21 de julho de 2010. UnoAmérica denuncia e rechaça a campanha de difamação midiática, massiva e sistemática empreendida pelo governo de Hugo Chávez Frías contra o preso-político Alejandro Peña Esclusa. O governo pretende, frente à falta de provas, justificar e sustentar a captura e a incriminação ilegal do crítico e opositor político da ditadura de Chávez.

Alejandro Peña Esclusa representa a luta contra-revolucionária política e pacífica para reivindicar as instituições democráticas, defender o capitalismo com função social e os valores católicos, na Venezuela e no continente Ibero-Americano, razões de peso que o converteram no inimigo da Revolução Bolivariana, de acordo com o estatuído no Livro Vermelho do Partido Socialista Unido da Venezuela (PSUV), expedido em junho de 2010.

UnoAmérica afirma que o governo ditatorial de Hugo Chávez Frías, atuando na qualidade de líder do Partido Socialista Unido da Venezuela, ordenou a captura ilegal de Alejandro Peña Esclusa com evidência plantada, aplicando a combinação estratégica de todas as formas de luta necessárias para derrotar seu inimigo, de acordo com o autorizado nos estatutos do Partido Socialista Unido da Venezuela (PSUV).

A captura ilegal e arbitrária do opositor político Alejandro Peña Esclusa, se dá precisamente no momento prévio às Eleições Legislativas Nacionais na Venezuela que ocorrerão em 26 de setembro deste ano, e posterior a múltiplas atuações legais, políticas e comunicacionais realizadas pelo presidente de UnoAmérica contra o ditador venezuelano Hugo Chávez Frías.

Como corolário do denunciado, UnoAmérica dá a conhecer algumas epígrafes do Livro Vermelho do Partido Socialista Unido da Venezuela (PSUV), publicado em junho de 2010:

- "A defesa da Revolução: A defesa da Revolução Bolivariana implica a defesa da soberania nacional, tarefa que é responsabilidade fundamental do partido e do povo, combinando todas as formas de luta para evitar que o imperialismo e seus aliados possam avançar em dinâmicas belicistas, anexionistas, divisionistas, de submissão e destruição do Mundo" (Página. 35);

- "Porquanto este ano de 2010 representa o início da era Bicentenária de nossa independência e a prioridade é assumir como desafio o logro de uma grande vitória para a revolução em 26 de setembro, acorda-se fixar para o primeiro semestre do ano de 2011 a oportunidade na qual devem eleger-se as novas autoridades do partido" (Página 80);

- "O inimigo principal da Revolução Bolivariana é o imperialismo capitalista, especialmente seu centro hegemônico, o imperialismo e o governo norte-americano, seus monopólios transnacionais, em especial os do setor financeiro, tecnológico, militar, econômico e midiático, por uma parte, e por outra, a alta hierarquia Eclesiástica contra-revolucionária, a oligarquia, as burguesias apátridas, assim como todo o setor social, que do mesmo modo que aqueles, sirva de base social ao imperialismo ou a qualquer força estrangeira para a dominação de nossos povos, em especial no âmbito da América Latina e do Caribe" (Página 86);

- "As formas de luta e a acumulação de forças: O Partido Socialista Unido da Venezuela assume a combinação estratégica de todas as formas de luta necessárias para derrotar qualquer agressão do imperialismo capitalista e seus aliados" (Página 86);

- "A Revolução Bolivariana não é uma revolução desarmada, se estabelece a defesa da Pátria, do povo e da revolução mediante a participação de todo o povo na defesa da segurança, da integridades e da soberania nacional e popular" (Página 88).


Tradução: Graça Salgueiro




Share