CochinoDesde o último sábado à noite circulam rumores acerca da saúde de Chavez, notícias que se espalharam como rastilho de pólvora, primeiro dando conta de que ele havia sido internado às pressas para uma cirurgia, e nessa madrugada, que ele havia entrado em coma e estava com morte cerebral.

Evidentemente que não comentei nada, tampouco publiquei porque não havia qualquer confirmação. Hoje (20, segunda-feira) pela manhã recebi o vídeo que segue abaixo, onde um correspondente em Caracas, do canal RCN24, da Colombia, informa que há muitos rumores na Venezuela, uma vez que Chávez não apresentou seu programa dominical “Alô, Presidente!”, e que sua última aparição pública foi na sexta-feira, quando xingou de todas as maneiras o candidato presidencial da oposição, Henrique Caprile Radonski (HCR), vencedor das primárias no fim de semana anterior.

 Ainda não há nada certo, porém, o jornalista Nelson Bocaranda, que é muito conceituado e respeitado na Venezuela por sua seriedade e por ter acertado todas as informações que forneceu acerca da doença de Chávez, desde antes dele ir aos canais de televisão anunciar que estava com câncer, escreveu hoje uma nota a respeito que parece aproximar-se mais da verdade.

Se no decorrer da semana isto ficar provado que não passou de mais uma especulação, o próprio Bocaranda anunciará em sua coluna Run runes, e com prazer eu também divulgarei aqui, porque o que ambos queremos é informar a verdade dos fatos, com provas, bem ao contrário de certos festejados jornalistas brasileiros que escrevem coisas que ouviram de “orelhada”, sem provas, sem documentos e sem qualquer confirmação do que afirmam do alto de sua total irresponsabilidade. Fiquem com Deus e até a próxima!


Barinas e Cuba com a tensão desbocada por questionamentos graves sobre Hugo Rafael Chávez Frías

Nelson Bocaranda Sardí

Em vista de que foi todo um dia, ou melhor, todo um fim de semana carregado de rumores sobre a saúde presidencial, quis contribuir com alguns dados confidenciais com os quais me deito esta noite após haver contactado minhas fontes na ilha de Cuba, desde Miami. As mesmas fontes que me permitiram conhecer e revelar o padecimento de um câncer por parte do presidente venezuelano Hugo Rafael Chávez Frías, no passado mês de julho de 2011.

Seguindo com meu respeito pelo paciente e sua enfermidade, demonstrado nestes meses e reconhecido pelo próprio paciente “impaciente”, quero fazer constar estes cinco tweets que passei na madrugada e que nos dão uma idéia do que está acontecendo na capital cubana.

Várias vezes escrevi nestas páginas e em minha coluna de El Universal que o mandatário não levou a sério nem os médicos, nem os familiares e nem sequer seu octogenário mentor Fidel Castro, quanto ao repouso requerido para superar os estragos da enfermidade e o devastador efeito da quimioterapia. Pior ainda é o fato de que Chávez, para competir e atacar o candidato opositor eleito nas primárias democráticas, fez esforços sobre-humanos aplicando-se esteróides para dissimular sua enfermidade, e fazer crer a seus seguidores que está com saúde e inteiro para ganhar por outros seis anos a presidência venezuelana.

Um trio de médicos do Brasil, que a pedido expresso do ex-presidente Lula da Silva confrontaram seus informes com outros médicos que cuidam de Chávez - entre os quais estão três cubanos, dois espanhóis e um venezuelano de ascendência judia -, recomendaram ele parar de imediato com o uso desses esteróides pelo dano colateral que estavam causando.

Devemos lembrar que nos planos anunciados desde agosto passado, tinha-se previsto a retomada do tratamento com quimioterapia em março - menos aconselhável após as 4 doses já colocadas - ou com radioterapia em órgãos específicos, se fossem atingidos pela enfermidade.

A revisão que se faz em Cuba - visita à ilha que Chávez anunciou no dia de sua aparição após as primárias opositoras desde Cidade Bolívar na comemoração do Discurso de Angostura, assinalando que viajaria para preparar com Raúl Castro dois encontros futuros como a Cúpula da ALBA e outra reunião -, serve para avaliar se há possibilidade ou não de outra operação. 

As distintas publicações desde o jornal Miami Herald e outros diários globais, referindo que a enfermidade não se havia detido senão que, pelo contrário, avançou, deu margem a todo tipo de especulações no fim de semana.

Copio o que informei esta madrugada. Que esta nota adicional sirva como apresentação dos tweets enviados.

Meus tweets da madrugada de hoje, segunda-feira 20 de fevereiro de 2012:

Bocaranda tweets

 

 N. do E.: Abaixo, as atualizações do Notalatina, com mais informações.

A saúde de Chávez – Parte 2

O Notalatina volta a abordar a questão da saúde de Chávez e sua misteriosa visita a Cuba nesse fim de semana, trazendo informações recentes, embora já tenha sido publicado nos jornais brasileiros. Conforme anunciei na edição de ontem, busco minhas informações através das fontes primárias e não de “orelhada” ou boatos que circulam pela rede, e muito menos no que se publica nos jornais brasileiros. E afirmo isto com a convicção de que notícias são fatos e não histórias inventadas por palpiteiros, e é como tal que devem ser reportadas.

É constrangedor, mas não posso me calar pela vergonha a que fomos (os brasileiros todos) submetidos perante o mundo, quando o jornalista Merval Pereira, de O Globo, publicou em seu blog a informação de que Chávez estava com metástase e já havia atingido o fígado. A notícia espalhou-se pela rede e ganhou o mundo, porque todos os países estão atentos a isto, menos o Brasil. E em decorrência desta afirmação em seu blog, Merval Pereira foi entrevistado na semana passada pela “Actualidad Radio 2010” dos Estados Unidos, pois acreditavam que ele daria informações concretas e confiáveis sobre o que postou em seu blog.

Escutem aqui a entrevista que ele deu à tal rádio, especificamente durante o minuto 3:16, onde o entrevistador lhe pergunta se ele viu os documentos que comprovam a metástase que atingiu o fígado. É isto que me faz corar de vergonha porque nos jornais do exterior diz-se que esta notícia “vazou do Brasil”, citando o tal jornalista como fonte confiável e me envergonha mais ainda, quando a notícia que O Globo informa hoje reafirma que seu famoso articulista “já havia antecipado a notícia”. Isto é uma vergonha, pois passamos para o mundo a imagem de um jornalismo irresponsável e fofoqueiro, uma vez que nada do que afirmou o tal jornalista tem sustentação em provas e hoje mostra-se não ser verdadeiro.

O que há de concreto e correto, é o que vem informando o jornalista Nelson Bocaranda: o estado de saúde de Chávez piorou, ele tem tomado esteróides para parecer “saudável” (daí a inchação excessiva), viajou sábado para Cuba mas ninguém sabia, até então, o que havia se passado na ilha e qual era o real quadro clínico dele até aquele momento da publicação. Chávez voltou no domingo à noite de Cuba e hoje falou publicamente, revelando que após exaustivos exames constatou-se que há novas lesões no mesmo local onde foi detectado o câncer, quer dizer, no cólon.

O que segue abaixo é a tradução da matéria publicada em Globovisión hoje à tarde, tendo ao final a entrevista que Chávez deu de manhã cedo. 

O presidente Hugo Chávez informou que deverá ser submetido a uma nova intervenção cirúrgica para extrair uma “lesão de 2 centímetros de diâmetro” que lhe foi diagnosticada no mesmo local onde foi “extraído um tumor há quase um ano”. Ele assinalou que viajou no sábado a Cuba para realizar exames rigorosos que encontraram esse resultado. “Não tenho metástase em nenhuma parte”, disse. 

“Supõe-se menos complicada (a operação) que a anterior. Estou em boas condições físicas para enfrentar essa batalha. Sei que assim como alguns se alegram, a maioria sofrerá por isto.

Peço-lhe perdão, pois não quero fazer meu povo sofrer”. Chávez indicou que uma vez extraída a lesão, será verificada para ver se tem relação ou não com o tumor anterior: “Que ninguém se alarme, que ninguém se alegre”, comentou.

Ele acrescentou que na noite desta terça-feira ou na quarta-feira avaliará com sua equipe onde se realizará a intervenção cirúrgica. “Há várias possibilidades”, disse. O mandatário nacional fez o anúncio desde o Complexo Industrial Santa Inés, localizado no estado Barinas, lugar ao qual chegou há duas noites desde Cuba.

Bem, o resto da matéria não interessa, pois falava de Carnaval e quero me ater somente à questão de sua saúde. Ao contrário do que muita gente imagina, torço, sinceramente, para que ele se recupere e possa pagar na justiça por todos os crimes que cometeu. Morrer não é solução para tantas desgraças que este infeliz provocou não só ao seu país e seu povo que ele hipocritamente diz amar, mas aos outros vizinhos do continente. Ademais, morrer agora, em plena campanha presidencial, o transformaria da noite para o dia em “herói” e “mártir” dos comunistas. Assistam ao vídeo, fiquem com Deus e até a próxima!


A saúde de Chávez – Parte 3

O Notalatina faz mais uma edição, somente para apresentar um vídeo de um telefonema que Chávez deu há pouco ao canal estatal Venezolana de Televisión, para falar do seu estado de saúde.

Não há muita novidade, apenas que ele admite haver grande possibilidade de essa lesão ser maligna e que ainda está discutindo com sua equipe médica onde será feita a cirurgia: se em Caracas ou em Havana mas que seguramente será o mais breve possível, no máximo até o próximo fim de semana.

Aí ele revela também as mensagens e telefonemas que recebeu de seus amigos Evo Morales, Cristina Kirchner, Pepe Mujica e Daniel Ortega, além de incontáveis (sic) mensagens em seu Twitter e repete um lema comum nas FARC: "Viveremos e venceremos".

Já no final ele diz acreditar que Deus manda a carga que cada um tem que suportar, e revela - confirmando o que já sabemos - que acredita num deus que seguramente não é o nosso, dos cristãos, pois afirma que o "deus dele" não é mesmo dos imperialistas, é um deus dos pobres, e se compara a Cristo quando levava sua cruz. Diz ainda que está depositando sua fé nesse "deus" e nos "espíritos das savanas", quer dizer, na santeria, na macumba.

Em resumo: continua o mesmo blasfemo de sempre que só lembra de Deus quando a situação aperta. 

Bem, ouçam o que ele diz. Fiquem com Deus e até a próxima!

 


Share